As cartas marcadas na política alagoana.

E o extraordinário que são os mesmos nomes que dominam e decidem o futuro e a nossa política regional.

Por Givaldo Luiz 09/01/2017 - 20:07 hs
As cartas marcadas na política alagoana.
Divulgação

É meus caros amigos, com o passar do tempo observando as circunstância atuais na conjuntura política permite-nos distinguir nitidamente os objetivos traçados pelas figuras centrais da política Alagoana. Pois bem, sabemos que essas figuras que nunca vão  largar os ossos, porque no poder eles defendem os próprios interesses e dos seus familiares. Sem contar que estão no controle do sistema. 

 

Entretanto usam esses mecanismos em um sistema tradicional, falido e corrompido, sem ética e sem moral, e nesta particularidade de degradação da ética e sem pudor, lembro de uma frase do saudoso Rui Barbosa que faz refletir e tornar verídica nos nossos dias atuais, onde o mesmo professa; "De tanto  ver triunfar as nulidades, de tanto ver prósperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homens chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto".

 

O engraçado disso tudo é que essa semana vi uma pesquisa em um site de notícia sobre o cenário político em Alagoas enfatizando a ação dramática na política do nosso estado, onde nesta mesma pesquisa o ex governador Teotônio Vilela estava em primeiro lugar e o cacique Renam Calheiros estava empatado tecnicamente com o senhor Benedito de Lira.

 

Como sempre falo e acredito que não adianta um regime tradicional em que essas mesmas figuras centrais sempre carimbadas usam um discursos orgânicos com visão arcaica que nunca muda, mas Alagoas também é terra de heróis e heroínas e de nomes que ecoarám para o futuro, como o do saudoso Rui Palmeira que estará sempre imortalizados não em nossas mente mais em um espaço dá história. Pois hoje a visão é outra, onde a certeza de ideias e de percepções culturais, sociais, políticas e ideológicas, modernas e visionárias permeia a nova geração.

 

E o extraordinário que são os mesmos nomes que dominam e decidem o futuro e a nossa política regional. Sempre deixando uma maldição de atraso de geração em geração.  

 

Para finalizar a minha reflexão perguntou, vocês leitores. Será que isso mudará um dia?  Posso até responder, mais deixarei cada um de vocês refletir sobre essa indagação. Outra, você já pensou ou já sabem quem será os futuros candidato a governadores, a deputados e a senadores daqui a dois anos?

 

Que na verdade por trás dos bastidores da política alagoana, a corrida eleitoral já começou.

 

Então cabe a cada um de vocês refletirem e escolher os melhores.

 

Sempre direi que é o dever de cada um de vocês de exigir para que a liberdade política, se torne em realidade, através da sua voz e da sua consciência, terás direitos devidos que merece ou merecemos.

 

 Curta a página oficial AlagoasNT no Facebook e @AlagoasNT no Twitter.







Deixe seu Comentário