Maxwell Idalino e o jogo eleitoral

"A política é arte do possível"

Por Cláudio Julião 13/03/2020 - 18:00 hs

Há um ditado popular que diz: “A política é arte do possível”. O atual presidente da Câmara Municipal de São Miguel dos Campos, vereador Maxwell Idalino(PSD), foi um fenômeno político que surgiu nas eleições em 2016. É bem verdade, que Idalino se tornou figura central no debate público no município, principalmente por possuir na maioria das vezes uma postura pernóstica e muitas vezes instável.

 

Todos sabem que o mesmo se tornou popularmente conhecido mais pelo viso capitalista que impõe durante o processo eleitoral, do que aos serviços que defende ter prestado a sociedade. Entretanto, o nobre parlamentar preside o conjunto de vereadores, com isso, se consolidou como detentor de um respeitável espaço de poder, tal como, um importante articulador político na cidade.


Por outro lado, não existe um “modus operandi” único no mundo político, é necessário ter clareza e assimilar que fazer política requer dinamismo e que cada eleição possui uma conjuntura diferente, e sem dúvidas, o pleito que se aproxima é muito distinto da disputa de 2016.

 

 

Nos bastidores se comenta que Maxwell, tenta se cacifar como um quadro político digno de ser vice-prefeito em alguma composição majoritária, logo, iniciou algumas tratativas e ensaiou possíveis composições, chegando até anunciar que poderá ser um possível prefeitável no cenário de outubro, no entanto, estamos em março e nesse momento o dono do jogo é o “tempo”, “tempo” esse, que vem rifando políticos experientes da partida que está prestes a começar.


Em uma visão simplista do nobre parlamentar, faltou uma jogada assertiva durante os quatro anos; faltou entender que o cargo que ocupa é maior que o cargo do executivo ocupado por Pedoca Jatobá; faltou o próprio assimilar que a sociedade esperou por um brilhantismo de sua parte que ele projetou sobre si mesmo.


Infelizmente, Maxwell vem para o jogo em pleno segundo tempo da partida contando com os acréscimos que poderão ser aplicados, ainda assim, alguns torcedores estão avisando que apresse os passos, uma vez que, a impossibilidade não costuma fazer parte do futebol, tampouco, do âmbito político.

 







Deixe seu Comentário