Silas Malafaia diz que foi caluniado e resolve processar o youtuber Felipe Neto

O vídeo de Felipe Neto já alcançou a casa dos três milhões de visualizações.

Por Edilane Almeida com Gospel Mais 25/01/2018 - 13:19 hs
Foto: Divulgação


O Pastor Silas Malafaia resolveu não deixar barato as acusações feitas por Felipe Neto em um vídeo gravado no ano passado, onde o youtuber chama o líder da Igreja Vitória em Cristo de “canastrão”, afirmando também que ele “explora a fé das pessoas para enriquecer”.

 

O vídeo, ao que parece, foi motivado pelo fato do Pastor Silas Malafaia ter se posicionado contra um desenho da Disney onde personagens infantis aparecem promovendo o comportamento homossexual. Na ocasião, a gigante do entretenimento infantil exibiu pela primeira vez um beijo gay, causando perplexidade na maioria do público, especialmente os cristãos.

 

O episódio veio ao ar no dia 23 de fevereiro. Intitulado “Just Friends” (“apenas amigos”, em tradução do inglês), ele mostrou o personagem no show de uma banda. Em certo momento, os casais começam a se beijar e a cena de dois homens e duas mulheres trocando carícias é mostrada em primeiro plano.

 

Após a exibição das cenas, Silas Malafaia iniciou uma campanha pedindo o boicote do canal Disney XD. Em uma gravação ele diz:

 

“Um alerta às famílias e aos pais: lamentavelmente a Disney resolveu comprar a agenda gay, colocando em desenhos e filmes, para crianças, a questão do homossexualismo. Não tem coisa mais asquerosa, nojenta, do que erotizar crianças”, disse ele na época.