Polícia registra três assassinatos e quatro tentativas de homicídio em menos de 24h em Alagoas

Nenhum suspeito de participação nos crimes foi identificado ou detido pela polícia

Por Edilane Almeida com Gazetaweb 14/02/2018 - 12:16 hs
Foto: Arquivo/Gazetaweb


O último dia de Carnaval foi marcado pela violência na região metropolitana de Maceió. A Secretaria de Estado da Segurança Pública registrou três assassinatos e quatro tentativas de homicídios em menos de 24 horas. Nenhum suspeito de participação nos crimes foi identificado ou detido pela polícia.

 

O primeiro homicídio aconteceu na Mata do Rolo, na cidade de Rio Largo. Carlos dos Santos de Queiroz, de 30 anos, foi atingido por quatro disparos e não resistiu à gravidade dos ferimentos.

 

Também na Mata do Rolo, em Rio Largo, Luciano Emanuel Lima da Silva, de 24 anos, e uma criança de nove anos foram baleados. Luciano foi atingido nas costas e no abdômen e a criança foi atingida na perna. Os dois foram encaminhados para o hospital local e levados ao Hospital Geral do Estado (HGE).

 

Na Massagueira, em Marechal Deodoro, Juliana Maria Moreira dos Santos, de 26 anos, foi atingida por um golpe de arma branca no abdômen. A vítima foi conduzida ao hospital local e, em seguida, encaminhada para o Hospital Geral do Estado (HGE).

 

Também em Marechal Deodoro, José Gilvânio da Silva Santos, de 21 anos, foi baleado no tórax. O Samu esteve no local, prestou os primeiros socorros elevou a vítima até o HGE.

 

No Benedito Bentes, em Maceió, um adolescente de 12 anos foi atingido por disparos nas cosas. A polícia não informou as circunstâncias da tentativa de homicídio. A vítima foi levada ao Mini Pronto Socorro local e, em seguida, ao HGE, onde recebeu atendimento médico.

 

Na Santa Lúcia, Marciel Alves de Souza, de 41 anos, foi atingido por disparos de arma de fogo na cabeça, na mão e no braço e não resistiu à gravidade dos ferimentos.

 

Por fim, em Fernão Velho, um homem não identificado foi atingido por disparos na cabeça. Nenhum suspeito foi identificado.

 

Os crimes serão investigados pela Delegacia de Homicídios, da Polícia Civil.