Adolescente é estuprada ao sair do culto e suspeito é capturado pelos policiais

"Depois do estupro ela voltou para casa e não contou nada para ninguém", relatou o delegado

Foto: Divulgação


Na última segunda-feira (03) um jovem de 25 anos foi preso, por ser suspeito de estuprar uma adolescente de 12 anos que saía da igreja depois do culto, tudo aconteceu na cidade de Vicentinópolis, em Goiás.

 

Por medo de possíveis retaliações vindas do suspeito, a vítima contou o crime para uma prima uma semana depois do ocorrido, logo após a prima ouvir o relato denunciou o caso as autoridades.

 

O delegado que está cuidando do caso, Patrick Carniel relatou que a adolescente já tinha visto o suspeito outras vezes, mas sem nunca ter nenhuma amizade, aproximação ou relação com ele. “A menina saia da igreja quando o autor a viu e convidou para dar um passeio. Ele a colocou no carro e foi para um local onde manteve relação sexual com ela mesmo ela dizendo que não queria”, disse o delegado.

 

Suspeito pelo estupro (Divulgação Polícia Civil)

 

Patrick ainda informou que até a tarde desta terça-feira (4), nenhum advogado se apresentou em defessa do suspeito, que permaneceu em silêncio desde o momento da prisão até ter sido levado para prestar depoimento.

 

“Depois do estupro ela voltou para casa e não contou nada para ninguém. Alguns dias depois ela comentou para uma prima, que denunciou o caso. Agora ela está recebendo todo o acompanhamento necessário”, informou o delegado.

 

As informações colhidas pelo investigador mostram que o suspeito é casado, tem filhos e não tinha passagens pela polícia. Se comprovado o crime, o suspeito poderá responder por estupro de vulnerável, podendo pegar uma pena de 15 anos de prisão. As próximas etapas do processo serão realizadas no presídio de Pontalina, para onde ele foi encaminhado.