Corpo carbonizado e amarrado que foi encontrado é de adolescente suspeito de roubar van

Duplo homicídio está sendo investigado pelo delegado Manoel Wanderley; rapaz foi identificado pela polícia

Foto: Divulgação/Adepol


Polícia Civil identificou uma das vítimas do duplo homicídio ocorrido em Satuba. Trata-se de Alisson Gomes Cavalcante, 17 anos, que respondia por roubo a uma van. Entretanto, ainda não há informações sobre a jovem que estava junto ao adolescente. O que se descobriu até agora é que os dois namoravam e ela vivia em Santana do Ipanema.   

 

Alisson, segundo o delegado Manoel Wanderley, responsável pela investigação do crime, teria praticado roubo a passageiros de uma van em 2017 e morava no Santos Dumont, parte alta de Maceió. 

 

Ele destacou ainda que chegou uma informação à Polícia Civil que os dois integravam facção criminosa, mas a denúncia ainda não foi confirmada. "Conversei com a mãe dele. Ela está muito chocada, sob efeito de medicamento e contou que o Alisson apresentou a moça", conta o delegado Manoel Wanderley.

 

O delegado tenta descobrir a motivação para o crime que, segundo ele, pode ser elucidado quando as diligências tiverem mais informações sobre a jovem. "Acredito que a chave para a motivação pode ser a moça, por isso vamos tentar identificá-la. Foi um crime bárbaro. Acredito que mataram a pauladas, estavam amarrados e parcialmente queimados", relata.   

 

Os corpos foram encontrados nessa quinta-feira (23), na Fazenda Primavera, na  zona rural de Satuba, município da região Metropolitana de Maceió. As vítimas estavam com os pés e mãos amarradas e foram executadas, aparentemente, com disparos de arma de fogo. Os corpos foram localizados parcialmente carbonizados.