Pastora vira polêmica ao afirmar que Gabriel Diniz foi para o inferno

Líder religiosa se expressou em suas redes sociais; o fato repercutiu negativamente entre os fãs do cantor

Foto: Reprodução


Nesta quarta-feira (29) de maio, a pastora Julia Tuma 'causou' nas redes sociais ao dar declarações polêmicas sobre a morte do cantor Gabriel Diniz, que morreu na última segunda-feira, após não resistir a uma queda de avião.

 

Através de seu perfil nas redes sociais, a pastora afirmou que Gabriel Diniz foi parar no inferno e deixou os internautas revoltados com as declarações polêmicas.

 

"Caiu o avião daquele da Jenifer, meu Deus a vida é um sopro", declarou inicialmente a pastora Julia Tuma. "Cantar para o diabo é um caminho sem volta. O pior de tudo é que foi para o inferno", afirmou a religiosa.

 

"Por isso que a gente tem que entregar nossa vida para Jesus. Eu entreguei com 27 anos graças a Deus", continuou a tal pastora ainda nas redes sociais.

 

Não demorou muito para que as declarações polêmicas da artista viralizassem e ela fosse detonada pelos fãs de Gabriel Diniz, que ficaram inconformados com o que ela afirmou.

 

"Pastora há um só Juiz e Senhor, não podemos julgar ninguém, o único que convence do pecado e da morte é o ESPIRITO SANTO, e até na última fração de vida, podemos ser salvos. Á família e amigos, desejo que sejam confortados nesse momento de tristeza e separação, meu sincero abraço de pesar", disse uma das internautas para a pastora.

 

O corpo de Gabriel Diniz foi velado e enterrado em João Pessoa, na última terça-feira (28), em uma cerimônia bastante emocionante que contou com a presença de fãs, amigos e familiares do artista.

 

Uma equipe do Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes (Seripa), órgão ligado à Aeronáutica, encontrou na manhã desta quarta-feira, 29, novos destroços do avião que caiu nessa segunda-feira, em Estância, município localizado na região litorânea de Sergipe, e causou a morte do cantor Gabriel Diniz, além de outras duas pessoas que estavam dentro do aeronave monomotor ao lado do famoso.

 

De acordo com informações do portal G1, no final da manhã, o material recolhido foi transportado em um caminhão do local do acidente para Aracaju, distante sessenta quilômetros do local da tragédia. Segundo o Seripa, o material, composto por peças do avião, objetos e documentos pessoais das vítimas, deve ficar na capital sergipana.

 

Na terça-feira, 28, os técnicos do Seripa e da Polícia Federal tinham concluído os trabalhos, e foram encontrados pedaços da fuselagem e assentos da aeronave foram achados após quatro horas de buscas.

 

O avião monomotor que transportava Gabriel Diniz saiu de Feira de Santana, na Bahia, com destino à Alagoas, caiu no Povoado Porto do Mato, município de Estância, no sul de Sergipe, uma área de manguezal, e de difícil acesso. As causas do acidente ainda não foram esclarecidas.

 

Residente de João Pessoa, na Paraíba, Gabriel Diniz estava indo para Alagoas, onde encontraria familiares e amigos para comemorar o aniversário de sua namorada, a psicóloga Karoline Calheiros. De acordo com informações, o músico pediria a namorada em casamento.

 

O corpo do sertanejo foi velado durante toda a manhã e tarde da terça-feira, 28, em João Pessoa, Paraíba, onde ficou aberto ao público. Entre aqueles que compareceram para dar um último adeus a GD, como era conhecido, o cantor Wesley safadão, amigo íntimo e pessoal do artista, causou grande comoção, chorou e cantou para o amigo.