Sindicatos preparam grande ato nesta terça-feira, dia de mobilização nacional

Entidades protestam contra a reforma da Previdência e os cortes na educação; em Alagoas, reajuste salarial também será reivindicado

Foto: Divulgação


Sentrais sindicais municipais, estaduais e federais preparam um grande ato nesta terça-feira (13), a partir das 8h, em frente ao Centro Educacional de Pesquisa Aplicada (Cepa). Além das pautas nacionais como a Reforma da Previdência e o corte na educação, os sindicatos vão protestar contra a falta de diálogo com os governos estadual e municipal, no que diz respeito ao reajuste da data-base dos servidores públicos.

 

"Além das pautas nacionais, nós vamos reivindicar pautas locais, porque nem o Governo Renan Filho, nem o municipal, têm apresentado proposta para as nossas datas-base, que no município é desde janeiro e o estado em maio. Não há diálogo, então é um ato de protesto amplo", afirma a presidente do Sinteal, Maria Consuelo Correia.

 

Além do Sinteal, outros sindicatos estão sendo mobilizados para participar do ato. "Estamos dialogando com os sindicatos em todas as esferas, até mesmo a federal. Adufal, Sintietfal, entre outros estarão juntos nessa luta contra todo esse desmonte do estado brasileiro, porque os cortes na educação são terríveis e inviabilizam todo processo educacional da rede pública", disse.

 

Servidores públicos de Maceió e do interior de Alagoas e estudantes estão sendo convocados para o protesto. "Nós estamos indo nas escolas, colocando o quadro caótico que a gente vive no país. Espero que eles compareçam para que possamos engrossar essa trincheira de lutas dos nossos direitos".

 

A presidente do sindicato não soube afirmar, no entanto, se haverá aula nas unidades escolares."É um dia de paralisação nacional. Como sabemos que a gente não atinge 100% dos servidores, não tenho como dizer se todas as escolas fecharão".

 

Após a concentração, os manifestantes vão seguir em marcha até a Praça dos Martírios, no Centro de Maceió.