Inter sai na frente, mas Fla busca empate e vai à semi da Libertadores

Gabigol garante o 1 a 1. Rival agora é o Grêmio

Foto: Itamar Aguir


O Flamengo está de volta à semifinal da Libertadores após 35 anos. O Internacional até saiu na frente no Beira-Rio, deu contornos de drama a boa parte do jogo no segundo tempo, mas o 1 a 1 da noite de quarta-feira premiou um Rubro-Negro senhor de mais de três quartos da eliminatória. Rodrigo Lindoso abriu o placar de cabeça, o Colorado se mandou para o tudo ou nada, e Gabigol aproveitou contra-ataque para decretar colocar os cariocas no caminho do Grêmio por um lugar na decisão.

 

A semifinal

 

O Flamengo volta a Porto Alegre para encarar o Grêmio, dia 2 de outubro, em data a ser confirmada pela Conmebol. A volta acontecerá no Maracanã, dia 23. A outra semifinal já tem o Boca Juniors classificado, após empate sem gols na Bombonera, também quarta-feira. O adversário sairá do duelo entre River Plate e Cerro Porteño, nesta quinta, em Assunção. Os argentinos fizeram 2 a 0 no jogo de ida.

 

Se alguém duvidava da postura do Flamengo diante da vantagem, Jorge Jesus deu a resposta na teoria e na prática. Com Gérson como substituto de Arão, manteve a característica ofensiva de um time que foi senhor do primeiro tempo. Com exceção de bolas aéreas, o Internacional sequer tinha força para entrar na área rubro-negra. Por outro lado, os visitantes eram objetivos e envolventes.

 

Com muita movimentação do quarteto ofensivo, o Flamengo encontrou espaços desperdiçados por Gabigol em duas oportunidades cara a cara com Marcelo Lomba. O goleiro colorado foi obrigado a trabalhar ainda outro par de vezes em chutes de fora da área, e o 0 a 0 na descida para o vestiário foi lucro para os gaúchos.