Rede de cinemas pede para que pais não levem crianças para ver Coringa

Por jornalextra | www.alagoasnt.com.br 05/10/2019 - 10:48 hs
Foto: Divulgação


Coringa é um filme com temáticas mais adultas e que, no Brasil, acabou recebendo classificação indicativa 16 anos. Nos Estados Unidos, ele foi classificado como “Rated R”, que seria apenas para maiores de 17 anos. Mesmo assim, é possível encontrar crianças e adolescentes em algumas sessões, acompanhados pelos responsáveis.

 

Para tentar evitar que isso continue acontecendo, a Alamo Drafthouse, uma rede de cinemas americana, passou a colocar um aviso insistindo para que os pais não levem seus rebentos para assistir ao longa.

 

Aviso aos pais (isso não é uma piada): Coringa é um filme para maiores de 17 anos e por um bom motivo. Tem um monte de linguagem adulta, violência brutal e vibes ruins de modo geral. É uma retratação dura, sombria e realista com tons de Taxi Driver de um homem sucumbindo à loucura. Não é para crianças e eles não vão gostar de qualquer maneira. Não tem Batman.

 

O elenco conta com Joaquin Phoenix, Robert De Niro, Zazie Beetz (Deadpool 2), Bill Camp (Operação Red Sparrow), Frances Conroy (American Horror Story), Brett Cullen (Narcos), Glenn Fleshler (Barry), Douglas Hodge (Operação Red Sparrow), Marc Maron (GLOW), Josh Pais e Shea Whigham (Kong: Ilha da Caveira).

 

Já a equipe criativa é liderada pelo diretor Todd Phillips, de Se Beber Não Case, e o roteirista Scott Silver, de O Vencedor e 8-Mile. O longa é produzido por Phillips, Emma Tillinger Koskoff (Silêncio) e Bradley Cooper.

 

A produção é a primeira de um novo selo de filmes mais sérios e pesados baseados nas obras da DC Comics. Os longas terão diretores com estilos próprios e marcantes, e não estarão necessariamente ligados aos filmes da universo cinematográfico da editora. O filme levou o Leão de Ouro no Festival de Veneza.

 

Coringa já está disponível nos cinemas do Brasil.