Mirante São Gonçalo volta a ser ocupado por moradores após a implantação do Programa Ronda no Bairro

Espaço público se transformou em palco de encontros e festas, a exemplo do último final de semana, com a participação de moradores de toda a região

Por Emerson Tiago com Agência Alagoas 22/10/2019 - 15:17 hs
Foto: Ascom Ronda no Bairro


Quem passasse pelo Mirante São Gonçalo há tempos atrás, especialmente no período da noite, veria um espaço deserto, apesar dos vários prédios habitacionais que o circunvizinham. Mesmo considerado um ponto turístico da capital alagoana, o local, por muito tempo, serviu como ponto de distribuição de drogas e cenário para prática de pequenos delitos, o que acabou por afastar os moradores. 

 

Mas essa realidade mudou, segundo os próprios habitantes da região. Desde a chegada do Programa Ronda no Bairro ao Centro de Maceió, em julho de 2018, o local passou a ser assegurado por agentes de proximidade e, junto com as ações culturais e o trabalho de convencimento da equipe social, o espaço público voltou a ser usufruído. É o que afirma a síndica de um dos prédios, Juliana Alvarez.

 

“O Ronda no Bairro nos trouxe uma sensação de pertencimento sobre esse espaço e nos motivou a ocupá-lo. Porque mesmo depois da segurança deles por perto, ainda temíamos, no começo, voltar a frequentar o local por tudo o que já havíamos presenciado. Mas hoje isso mudou totalmente, inclusive com uma união nunca vista antes, tanto entre síndicos como entre os moradores”, completou.

 

E foi desta união que começaram a surgir ideias de parcerias para proporcionar ações diferenciadas à própria comunidade. A última delas, ocorrida neste final de semana, mobilizou moradores dos onze prédios da região e levou dezenas de atividades ao espaço do Mirante em comemoração ao Dia das Crianças.

 

Segundo os próprios moradores, a ideia era antiga, mas nunca havia avançado. “Dessa vez, acionamos o Ronda e falamos sobre o nosso desejo. O programa abraçou a causa. Fomos orientados sobre as licenças necessárias, a quem recorrer. Fizemos tudo e, no fim, a festa aconteceu lindamente. Sem contar com a participação da banda do Ronda, que a gente já conhece das edições do Ronda no Bairro Cultural e gentilmente atendeu o nosso pedido para vir agitar a festa. Deu tão certo que já estamos planejando novas ações para o mês de novembro”, disse Juliana, que também foi uma das responsáveis por articular o momento.

 

Para a coordenadora da equipe de Articulação e Mobilização Social do Ronda no Bairro, Áurea Vasconcelos, situações como essa demonstram o quanto a filosofia de atuação do programa do Governo do Estado dá resultados. 

 

“Estimular o protagonismo social é um dos nossos maiores objetivos, assim como a retomada dos espaços de convivência mútua como praças e mirantes por parte da população. Então quando vemos as comunidades voltando a ser atuantes, ficamos muito contentes. É uma prova de que é possível ocupar esses lugares com qualidade e, consequentemente, afastar o crime. Continuaremos trabalhando em prol dessas questões e abertos a sugestões e à colaboração da sociedade”, concluiu.