CSA perde para a Chapecoense e sacramenta sua queda à Série B: 3 a 0

Por Gazetaweb | www.alagoasnt.com.br 05/12/2019 - 07:51 hs
Foto: Reprodução


O CSA está rebaixado à Série B do Brasileiro. Na noite desta quarta-feira (4), em jogo na Arena Condá, o Azulão perdeu para a Chapecoense, por 3 a 0, e sacramentou sua queda para a Segundona 2020. Uma despedida melancólica da Série A. O duelo foi válido pela 37ª rodada do Brasileirão.

 

Os gols da Chape foram de Campanharo, no primeiro tempo, e de Arthur Gomes e Maurício Ramos, ambos na segunda etapa. Como detalhe, ainda no começo do segundo tempo, o CSA teve João Vitor expulso de campo, aos 10 minutos.

 

Veja como foi em Tempo Real!

 

Com essa derrota, o Azulão segue com 32 pontos e na 18ª posição. São seis pontos atrás do Ceará, que tem 38 e é o primeiro time fora do Z4, em 16º. Assim, o CSA não poderá mais alcançá-lo, pois só há mais uma rodada a ser disputada, a 38ª. E nesta última rodada o time azulino vai enfrentar o São Paulo, no domingo (8), às 16h, no Rei Pelé, só para cumprir tabela. Quanto à Chape, visita o Vasco, no Maracanã, no mesmo dia e horário.

 

De saída

 

E após o jogo contra o São Paulo, no domingo (8), o presidente do Conselho Deliberativo do CSA, Raimundo Tavares, relevou que vai deixar o futebol marujo. Sua saída deve ser oficializada após esta última rodada do Brasileirão. 

 

"Minha participação vai até o jogo do São Paulo. Estou concluindo minha missão no futebol, ficarei na presidência do Conselho, afinal, fui eleito", disse o dirigente, e acrescentou, desta vez em entrevista ao Globoesporte.com: "É muito desgaste, muita ingratidão. Estou chateado e acho que preciso arejar a cabeça, oxigenar um pouco". 

 

Chapecoense - João Ricardo; Eduardo, Maurício Ramos, Amaral e Caíque; Tharlis, Márcio Araújo, Campanharo (Diego Torres) e Vini (Ronei); Kayzer e Dalberto (Arthur Gomes). Técnico: Marquinhos Santos.

 

CSA - Jordi; Dawhan, Lucas Dias, Luciano Castán e Rafinha; João Vitor, Nilton, Jean Kléber e Jonatan Gómez (Matheus Prado); Ricardo Bueno e Bustamante (Bruno Alves). Técnico: Jacozinho. 

 

Árbitro: Alexandre Vargas Tavares (RJ).

 

Assistentes: Luiz Cláudio Regazone (RJ) e Michael Correia (RJ).