Secretários cobram da Sesau celeridade na distribuição de insumos aos municípios

Dentre os itens faltosos, estão medicamentos, fraldas, tiras e lancetas

Foto: Reprodução


Secretários municipais de Alagoas cobraram do governo Renan Filho (MDB) celeridade no repasse de itens de saúde faltosos, como medicamentos, fraldas, tiras e lancetas. A medida é considerada de extrema urgência. 

 

Uma reunião entre o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Alagoas (Cosems) e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) discutiu a elaboração de uma proposta que contemple financiamento para custeio e estruturação dos CEAFS (Componentes Especializados da Assistência Farmacêutica) nos municípios alagoanos. 

 

Na ocasião, os secretários municipais cobraram do secretário Alexandre Ayres celeridade nas dispensações e previsibilidade de itens faltosos e básicos para as unidades de saúde. 

 

Participaram da reunião a presidente do Cosems, Izabelle Pereira; membros da diretoria executiva; corpo técnico da entidade; e alguns gestores da Saúde dos municípios que têm CEAF.

 

 

Outro assunto exposto para o titular da Sesau foi concernente à operacionalização do projeto piloto Conecte SUS, lançado em novembro de 2019 para a Atenção Básica. O Cosems solicitou a elaboração de uma nota técnica detalhando critérios de informatização e especificação de equipamentos que os municípios precisam ter para operacionalizar o programa. 

 

Na oportunidade, os secretários levaram à discussão a desabilitação do serviço de Oncologia do Hospital Afra Barbosa de Arapiraca - já pactuada em Comissão Intergestora Bipartite (CIB). O Cosems apresentou mais uma vez dados técnicos relativos à falta de condições de funcionamento e operacionalização do Afra Barbosa. Os secretários demonstraram, novamente, preocupação com os pacientes oncológicos atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

 

A presidente do Cosems/AL, Izabelle Pereira, afirmou que todas as pendências com o Estado estão sendo alinhadas para serem resolvidas o mais breve possível.

 

Em resposta à demanda, a assessoria de comunicação do secretário Alexandre Ayres informou que o acordado com o Cosems será cumprido pela Sesau. "Os repasses dos medicamentos serão realizados brevemente e comunicados ao Cosems".